quarta-feira, 22 de Outubro de 2014

Quiche de salsicha fresca, cenoura e milho

Passo a vida a queixar-me.
Ou porque tenho pouco tempo ou porque tenho tempo a mais.
Ou porque não faço o que quero ou porque faço o que gosto.
Com o tempo tenho aprendido (devagarinho) a ver sempre o copo meio cheio (em vez do copo meio vazio). A vida é só uma e não vale a pena perder tempo a pensar muito nisso.
Haverá sempre alturas menos boas e momentos felizes. Mesmo que ao olhar para os outros nos pareça que eles vivem sempre num lago encantado com unicórnios cor-de-rosa, não vivem.
Quem segue o Frango no Instagram deve ter percebido que os últimos tempos têm sido de mudanças. Porque é preciso mudar. Muitas pessoas disseram-me que estava no bom caminho outros que estava a tomar a decisão errada.
Eu precisava de mudar. Sei que haverá dias em que direi mal da minha vida porque não vou ter tempo para nada mas também sei que vou estar muitas vezes de sorriso no rosto e aquela sensação boa de ter "mil e quinhentas" coisas para fazer e uma vida agitada.
Mas há coisas que nunca mudam! O hábito dos quiches cá em casa. Ora com sobras da comida, ora para festas ora para a marmita do dia seguinte. Mudam-se os ingredientes mas a vontade de os comer nunca muda!

Ingredientes:
massa quebrada (ou ver receita aqui)
1 lata de milho
1 cenoura grande (ou 2 pequenas) raspadas
4 salsichas frescas
100 ml de leite
5 ovos
orégãos, pimenta q.b

Preparação:
Retire a "pele" das salsichas e corte-as em pedaços.
Bata muito bem os ovos e junte o leite. Tempere com orégãos, pimenta e uma pitada de sal.
Adicione o milho, a cenoura raspada e as salsichas. Misture bem e coloque sobre a massa quebrada.
Leve ao forno pré-aquecido a 180º durante cerca de 20 a 25 minutos ou até estar cozinhado.

quarta-feira, 15 de Outubro de 2014

O pão que parece bolo

Gosto muito de pão!
Tenho uma padaria mesmo ao virar da esquina e habituei-me a comprar pão todos os dias.
Regra geral só como pão ao pequeno-almoço, às refeições principais só mesmo quando há um molhinho.
Fazer pão em casa é raro. Só mesmo no Inverno, com tempo e com o fogão a lenha acesso. Fora isso, faço pães que parecem bolos.
A-do-ro!
Como amanhã é o World Bread Day queria deixar o último "pão que parece bolo" pelo qual me apaixonei! Uma combinação que acho maravilhosa (sou fã de farinha de alfarroba, não havia como não gostar) e que foi inspirada no livro desta menina linda que tanto gosto!
Pão de banana e alfarroba
Ingredientes:
50 gramas de manteiga
2 bananas maduras
100 gramas de açúcar amarelo
1 ovo batido
1 colher de chá de bicarbonato de sódio
1 pitada de sal
100 gramas de farinha de trigo
70 gramas de farinha de alfarroba
100 ml de leite






















Preparação:
Aqueça previamente o forno a 180º.
Coloque as bananas esmagadas numa tigela grande. Misture a manteiga, o açúcar, o ovo e o leite.
Junte o bicarbonato de sódio e o sal e misture as farinhas em último lugar.
Mexa bem e deite o preparado numa forma. Leve ao forno cerca de 1 hora ou até estar cozido.

quarta-feira, 8 de Outubro de 2014

Este post não é para gulosos!

Ouço muitas pessoas falarem sobre a "hora da loba", ou seja, aquela hora em que a gula fala mais alto e se tiverem uma máquina de chocolates por perto atacam-na até não restar nem um chocolate na máquina.
Muitas delas dizem que a "sua hora da loba" é à noite, depois do jantar e antes de irem para a cama.
A "loba" vem visitar-me a outra hora. Nem sempre, mas há dias (principalmente os de mais neura e ansiedade) em que a hora do lanche é terrível. Um iogurte ou uma peça de fruta não parecem suficientes (para matar a fome sim mas para fazer um gostinho à boca...) e ficamos com aquele ar de que nos apetece algo.
Detesto quando isso me acontece e há dias em que consigo ignorar. Mas há outros...
Nesses dias resolve-se a questão com um bolo feito em 2 minutos.
E os 10 minutos seguintes são de silêncio!
(Copos de Barro do Depositário)
Bolo de chocolate e groselha no microondas
Ingredientes (para 2 copos):
7 colheres de sopa de farinha
1 colher de sopa de açúcar amarelo
4 colheres de sopa de chocolate em pó
1 ovo
1 colher de sopa de manteiga derretida
8 colheres de sopa de leite
2 colheres de sopa de groselhas (frescas ou congeladas)
Preparação:
Misture todos os ingredientes e coloque em canecas.
Leve ao microondas na potência máxima durante 2 minutos e já está!

quarta-feira, 1 de Outubro de 2014

Cogumelos recheados com presunto e queijo ricota

De todos os ingredientes que introduzi na minha alimentação nos últimos anos, os cogumelos são os mais surpreendentes.
Longe vão os tempos em que comprava cogumelos enlatados e os misturava na carne picada (ai os tempos de universitária). Desde que descobri os cogumelos frescos que são quase sempre presença assídua no meu frigorífico e quando falham, há sempre cogumelos secos na despensa. (no showcooking na Figueira da Foz conheci uma simpática senhora que me falou em cogumelos congelados mas ainda não experimentei)
Sou menina para juntar os cogumelos à carne, ao peixe ou atribuir-lhes o papel principal aos meus pratos. E os sacanas ficam sempre sempre perfeitos!
Um must-have nos jantares com amigos são cogumelos recheados! Todos gostam e há mil e um recheios possíveis. Nunca falha!
Ingredientes (para 4):
300 gramas de cogumelos (usei brancos)
1 queijo ricota
1/2 cebola picada
4 fatias de presunto
2 a 3 colheres de queijo de ovelha
tomilho, azeite, pimenta q.b
Preparação:
Retire os pés aos cogumelos, corte-os finamente e coloque numa frigideira com a cebola e um fio de azeite.
Tempere com pimenta e uma pitada de sal e tomilho. Mexa bem e deixe refogar durante 2 a 3 minutos.
Ligue o forno a 180º. Misture o queijo ricota e o queijo de ovelha ao refogado e ao presunto previamente cortado em cortado em tiras finas.
Recheie os cogumelos com esta mistura e coloque num tabuleiro de ir ao forno untado com um pouco de azeite.
Leve ao forno cerca de 15 minutos.
Com uma salada serve de um excelente prato principal.